(11) 3567.6649

Quem somos



O Ateliê Quero-Quero é uma marcenaria que visa ampliar as possibilidades e os dispositivos para a interação e o brincar na Escola, em casa e em espaços públicos.

Voltado para o público infantil, os móveis, jogos e brinquedos produzidos são inspirados em diferentes vertentes educativas que visam desafiar a curiosidades e o brincar livre.

Nossa proposta é atender crianças, educadores e famílias, valorizando seus princípios e valores, oferecendo ambientes espaçosos, inventivos, lúdicos e versáteis.

As coleções do Ateliê Quero-Quero são inspiradas em escolas e espaços educativos que rompem com a estrutura tradicional/institucional de mobiliário escolar.




Os Fundadores



Karine Ramos



É licenciada em Pedagogia, Especialista em Gestão Escolar, Mestre em História e Historiografia da Educação (UDESC) e Doutoranda em Educação pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação da PUC-SP.

Já atuou como coordenadora de núcleos de educação de 0 a 3 anos e 3 a 6 anos, realiza grupos de estudos sobre a abordagem Reggio Emília, primeiríssima infância e pedagogia de projetos.

Participou de grupos de estudos na Itália, Peru, Canadá, Estados Unidos e Argentina sobre abordagem Reggio Emília, crianças, espaços e relações.

Em 2019 participou da formação - Atravessar fronteiras. Uma formação em ação com as Ateleristas Frederica Castrico e a educadora Marina Mori promovido pela Diálogos.

Atualmente é Professora titular da pós-graduação Linguagens da infância na universidade Unítalo - Sp e Sócia Fundadora/Diretora de projetos do Ateliê Quero-Quero marcenaria inventiva que tem como foco criar ambientes e espaços de aprendizagem. Idealizadora do projeto Ninho 36 meses um projeto que acolhe a natureza do início da vida.




Elemar de Melo



É licenciada em Pedagogia, Especialista em Gestão Escolar, Mestre em História e Historiografia da Educação (UDESC) e Doutoranda em Educação pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação da PUC-SP.

Já atuou como coordenadora de núcleos de educação de 0 a 3 anos e 3 a 6 anos, realiza grupos de estudos sobre a abordagem Reggio Emília, primeiríssima infância e pedagogia de projetos.

Participou de grupos de estudos na Itália, Peru, Canadá, Estados Unidos e Argentina sobre abordagem Reggio Emília, crianças, espaços e relações.

Em 2019 participou da formação - Atravessar fronteiras. Uma formação em ação com as Ateleristas Frederica Castrico e a educadora Marina Mori promovido pela Diálogos.

Atualmente é Professora titular da pós-graduação Linguagens da infância na universidade Unítalo - Sp e Sócia Fundadora/Diretora de projetos do Ateliê Quero-Quero marcenaria inventiva que tem como foco criar ambientes e espaços de aprendizagem. Idealizadora do projeto Ninho 36 meses um projeto que acolhe a natureza do início da vida.







Diferenciais



Quero-Quero Aprender

FORMAÇÃO DE PROFESSORES E ASSESSORIA
Tem a proposta de oferecer para as escolas parceiras formações pedagógicas sobre: preparar ambientes para aprendizagem e as diferentes possibilidades dos dispositivos e materiais/materialidades.


Quero-Quero Arquitetura

Projeta e realiza a transformação do seu espaço com assessoria pedagógica e projeto arquitetônico personalizado.




Arquitetura Escolar

O espaço e as nove forças para pensar dispositivos, materiais e materialidades.

Grupo de estudos – crianças, espaços e relações - Karine Ramos




Bem Estar Global

• Estimulante;
• Acolhedor;
• Um ecossistema diversificado sereno e agradável;
• Sociável.



Construtividade

• A Escola como uma oficina de pesquisa;
• Um lugar de composição e alquimia que constrói uma realidade viva;
• Cheia de dúvidas e poucas certezas.



Narração

• Gera uma espécie de pele psíquica, texto, imagens, objetos e cores;
• Comunicação – interpretação e metáfora da potência das crianças.



Osmose

• Osmose com o mundo lá fora;
• Relação da escola com a cultura da cidade;
• Osmose no sentido da escola estar inserida em um ambiente social e não em um mundo à parte.



Multissensorialidade

• Cognição e criação;
• Construção do conhecimento manipulando, sentindo, criando e aprendendo;
• Formação de uma personalidade construtiva e ativa;



Normalidade Significativa

• Combinação equilibrada de diversos elementos;
• Pequenos efeitos em escalas diferentes;
• Disposição, cores, texturas e materiais escolhidos em uma paleta bela e intencional.



Epigênese

• Manipulável;
• Auto formação: auto aprendizagem;
• Interação;
• Evolução.



Relação

• Zonas funcionais;
• Fluidez;
• O espaço relacional tem como característica marcante a qualidade das conexões e relações;
• Possibilidades de jogos específi cos relacionados no ambiente.



Comunidade

• A escola como um ambiente coletivo que possibilite espaços onde a cultura da escola possa estar vinculada diariamente;
• Não há hierarquia de espaços;
• O espaço é comunitário em essência tudo é de todos, todos são bem vindos e convidados a relação.




Bibliografia
e Inspiração